Região de Marília registra queda de 25% no número de mortes no trânsito em agosto

 

As mortes decorrentes de acidentes de trânsito na região Marília tiveram queda de11% no acumulado do ano em relação ao mesmo período de 2015, segundo levantamento do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga SP). Com relação ao mês de agosto, houve queda de 25% nos óbitos relacionados a acidentes de trânsito em relação ao mesmo período de 2015.

Região ago/15 ago/16 AGO15 X AGO16 %  JAN-AGO/15  JAN-AGO/16  JAN-AGO 2015 X JAN-AGO 2016 %
Marília 16 12 -4 -25% 126 112 -14 -11%

 

ESTADO – As mortes decorrentes de acidentes de trânsito no Estado de São Paulo tiveram queda de 6% no acumulado do ano em relação ao mesmo período de 2015, segundo o Infosiga SP. Foram 226 óbitos a menos nos primeiros oito meses de 2016.Com relação ao mês de agosto, houve queda de5% nos óbitos relacionados a acidentes de trânsito em relação ao mesmo período de 2015.

 

Os acidentes com vítimas também mostraram redução tanto no acumulado do ano quanto no mês de agosto, sempre comparando com o mesmo período do ano anterior. No acumulado houve uma diminuição de 23% nas ocorrências. E em relação ao mês de agosto houve queda de 20%, demonstrando índices muito positivos e colaborando para que a meta para 2020, de redução em 50% no número de vítimas fatais em decorrência de acidentes de trânsito seja alcançada.

 

OInfosiga-SP traz informações mensais sobre óbitos e acidentes com vítimas em consequência de ocorrências no trânsito.

A publicação refere-se sempre ao mês anterior, com dados de acidentes no Estado de São Paulo, incluindo seus 645 municípios, que ficam disponíveis através do site www.infosiga.sp.gov.br.

 

O documento apresenta dados do gênero, faixa etária, perfil da vítima e tipos de acidentes. Do total de óbitos de acidentes de trânsito ocorridos em agosto de 2016, por exemplo, 80% envolveram pessoas do sexo masculino, 27% eram jovens de 18 a 29 anos,37% foram provocados por colisões e30%atropelamentos.Os dados deste mês apontam que a maior parte das vítimas erammotociclistas (30%) e pedestres (29%).

Para mais informações sobre a metodologia do INFOSIGA SP, acesse: http://www.infosiga.sp.gov.br/relatorios/Nota%20tecnica_Infosiga-SP_finalfinal.pdf

 

Sobre o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito

O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito foi lançado em agosto de 2015. É um programa que tem como principal objetivo reduzir pela metade as vítimas fatais no trânsito no Estado até 2020. É um programa inspirado na “Década de Ação pela Segurança Viária” estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o período de 2011 a 2020.

 

O comitê gestor é coordenado pela Secretaria de Governo e composto por mais noveSecretarias de Estado: Casa Civil, Segurança Pública, Logística e Transportes, Saúde, Direitos da Pessoa com Deficiência, Educação, Transportes Metropolitanos, Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação,Planejamento e Gestão – por meio do Departamento Estadual de Trânsito – DETRAN-SP, responsáveis por construir um conjunto de políticas públicas para redução de vítimas de acidentes de trânsito no estado.

 

Para que a meta de redução de 50% no número de vítimas fatais em decorrência de acidentes de trânsito seja alcançada, o governo vem intensificando esforços em atividades voltadas a educação no trânsito, segurança das vias e veículos, além de gestão nas respostas para acidentes.

 

O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito acontece também com o envolvimento da sociedade civil a parceria técnica da Consultoria Falconi e a parceria estratégica do Centro de Liderança Pública – CLP.

 

As empresas engajadas são – Ambev, Abraciclo, Arteris, Banco Itaú, Porto Seguro, Optas e Grupo Ultra. Dentre os apoiadores, a Abraciclo, por exemplo, tem um programa chamado MotoCheck-Up de avaliação de motos e conscientização no trânsito. Em cada evento, que dura em média três dias, são avaliados gratuitamente 21 itens de segurança das motocicletas presentes.

Já aArteris possui o Projeto Gerar, um Grupo Estratégico de Redução de Acidentes, esse núcleo agrega profissionais de diversas áreas com o objetivo de implantar planos de ação para a segurança viária, assim como de estudar formas de aprimorá-la cada vez mais.

Movimento Paulista de Segurança no Trânsito

Assessoria de Comunicação

Comments

comments