PROJETO INCENTIVA CRIANÇAS PARA AÇÕES DE COMBATE AO AEDES AEGYPTI

 

Patrocinado pela Duke Energy, “Um Reino sem Dengue” aborda a proliferação do mosquito de forma lúdica em escolas da Bacia do Paranapanema

O projeto “Um Reino sem Dengue”, que visa despertar as crianças para a urgente necessidade de combater o mosquito Aedes Aegypti, chega aos municípios do oeste paulista. A iniciativa da Villa 7 Produções Culturais, patrocinada pela Duke Energy, será apresentada a partir do dia 22 para crianças dos municípios de Teodoro Sampaio, Euclides da Cunha Paulista, Narandiba e Pirapozinho.

O trabalho é viabilizado pela Lei Rouanet de incentivo fiscal e consiste na encenação do livreto, com o mesmo nome, escrito pela autora Alda de Miranda. Além destas cidades da região, até abril o projeto circula por 25 municípios paulistas e paranaenses da Bacia do Paranapanema.

De acordo com André Guimarães, da área de Relações Institucionais da Duke Energy, através da contação de histórias, as crianças são conscientizadas sobre a importância de combater o Aedes Aegypti que, além da dengue, transmite outras graves doenças como o zika vírus e chikungunya

“Nosso país vive um momento preocupante em relação à epidemia de dengue e todos precisam agir intensamente contra o Aedes. Com este projeto, a ideia é despertar as crianças sobre a necessidade de eliminar os criadouros e evitar a proliferação do mosquito transmissor de doenças que podem até matar”, enfatiza Guimarães.

Programação

Na terça-feira (22), o projeto será apresentado em Teodoro Sampaio, às 9h e às 14h, na escola Prefeito Paulo Alves Pires – Projeto Educar. No dia seguinte a iniciativa contempla os alunos de Euclides da Cunha Paulista, com sessões às 10h e 15h30, na escola Doutor Lucio Monteiro.

Em Narandiba a contação de histórias chega no dia 28 de março, às 9h e ás 14h, no Centro de Eventos “Noel Urias”. E ainda em Pirapozinho, as apresentações ocorrem no dia 29, na escola Moacyr Teixeira.

A história

O livreto “Um Reino sem Dengue”, escrito por Alda de Miranda, aborda o surto da doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti em nosso país. Com ilustrações alegres e coloridas, foca em ensinamentos de como prevenir a doença.

Com o mesmo intuito, o espetáculo de contação de histórias traz uma trilha sonora envolvente, texto leve e divertido e um cenário que aflora a imaginação infantil.

Na história, um reino é invadido por um misterioso inimigo. O rei fica doente, mas no reino não existem doenças. Então, para resolver o mistério, é chamado o melhor detetive das redondezas. Enfim, descobre-se que o invasor não é um monstro, mas um mosquitinho.

A partir daí, o príncipe, as princesas e os súditos do reino se engajam numa desafiadora aventura, e travam o importante combate contra o inimigo.

Duke Energy Brasil opera e administra oito usinas hidrelétricas instaladas ao longo do rio Paranapanema e duas pequenas centrais hidrelétricas no rio Sapucaí-Mirim, com um total de 2.274 megawatts (MW) de capacidade instalada. Em 2014, a companhia gerou 11,2 milhões de MWh, energia suficiente para abastecer 5,6 milhões de famílias ou 22 milhões de habitantes. Com cerca de 300 empregados no país, a Duke Energy Brasil representa o maior investimento internacional da norte-americana Duke Energy Corp.,a maior companhia de serviços públicos dos Estados Unidos.

A Villa 7 Cultura é uma produtora Cultural especializada em gestão de cultura e no desenvolvimento de projetos culturais utilizando as leis de incentivo fiscal.

Um reino sem dengue 1

Um reino sem dengue 3

 

 

 

Comments

comments